Servidores da Educação lutam por isonomia

Servidores da Educação lutam por isonomia

Após participar da Assembleia Geral Unificada, ainda no dia 5 de outubro, uma comissão de representantes dos Analistas Técnicos em Gestão Educacional (Florianópolis, Brusque, Blumenau e Joinville) estiveram em reunião com os representantes do Secretário Marco Tebaldi, para tratar da elaboração de projeto de lei, visando a extensão da gratificação de 60% (Leis nº 13.761/06 e 15.162/10), aos servidores ativos e aposentados lotados em unidades fora da sede central da Educação. Em documento apresentado, o SINTESPE deixou registrado “que entre todas as Secretarias de Estado, a da Educação é a que pratica a maior injustiça, pois discrimina uma parcela significa dos servidores lotados em sua pasta, parcela esta alijada e não contemplada com os benefícios previstos em lei”.

Ao relatar a dramática situação em que vive, uma servidora chegou a chorar, diante da Diretora de Gestão, Elizete de Jesus Freitas Mello, e do Chefe de Gabinete, Marcos Antônio Piana. Ela recebe um piso de R$ 760,00 e precisa dar conta de sustentar uma família de 4 pessoas. A situação não é muito diferente para quem tem nível médio e recebe R$ 900,00 ou de nível superior com inicial de R$ 1.200,00 e mais nada.
Os representantes do Secretário registraram que o titular da pasta esta ciente desta situação injusta e que irá buscar junto ao governo uma solução. Neste sentido assumiram o compromisso de apresentar ao secretário um ante-projeto de lei com o pleito do segmento. No próximo dia 20 de outubro os servidores da Educação lotados nas unidades da Grande Florianópolis realizam reunião regional para reforçar a luta pela gratificação e pelos demais itens da Pauta de Reivindicações Unificada.
Chefe de gabinete do Secretário Teobaldi confirma elaboração do anteprojeto de
lei que prevê a extensão da Gratificação a todos os servidores da Educação
 

Conforme o combinado, o presidente do SINTESPE, Battisti, e o diretor sindical Pedro Paulo, que é Analista Técnico em Gestão Educacional lotado na escola estadual Celia Rosa Lopes, em São José, mantiveram contato no dias 14 e 17 com os representantes da Educação (diretores Marcos Piana e Elizete) para confirmar os encaminhamentos acordados na reunião no dia 5 de outubro.
Em ambas as oportunidades os assessores confirmaram que será apresentado na reunião  administrativa da Educação (formada pelo  secretário e demais diretores da pasta) programada para hoje, dia 18, a proposta do ante projeto de lei que estende a todos os servidores ocupantes do cargo de Analista Técnico em Gestão Educacional a Gratificação de Produtividade de 60%, independente da sua lotação na Educação. Se aprovado na reunião, o ante projeto segue para ter a palavra final do governador.
No dia 20, após a reunião com os servidores da Grande Fpolis convocada pelo SINTESPE, uma comissão irá até a Secretaria  da Educação para confirmar o envio do ante projeto para as demais instâncias governamentais. A união de todos é fundamental para que tenhamos uma solução positiva.
Desde já fica reiterada a convocação de todos para a Assembléia Geral do dia 26 de outubro, às 14 horas, na Capital.  Organize as caravanas e participe da assembléia geral do SINTESPE.
Dia 20 de outubro – Reunião dos servidores da
Educação lotados nas unidades da Grade Florianópolis
Início 14:30h – Local: auditório do SINTESPE
O Sintespe convida os servidores da Educação, ocupantes do cargo de Analista Técnico em Gestão Educacional, lotados nas unidades da Grande Florianópolis, para a reunião que acontecerá nessa quinta-feira, às 14:30 horas, no auditório do SINTESPE. Este é o momento dos servidores estarem unidos pelas reivindicações gerais (data-base com política salarial, aumento do auxilio alimentação, implementações das promoções, adicional de graducação, etc), e de forma especial pela gratificação de 60% para todos.
Mais informações com o Pedro Paulo no telefone 9133-5995.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *