Governos tentam driblar o pagamento da Lei do Piso para o magistério

A Diretoria do Sintespe está solidária com a luta dos trabalhadores da Educação e com o seu sindicato, o Sinte/SC, ao mesmo tempo informa que estamos convocando uma Assembleia Estadual para o dia 14 de junho, às 15h, na Capital, para discussão e aprovação da pauta de reivindicações e preparação da mobilização pelo cumprimento do direito ao reajuste anual previsto na Constituição, não cumprida ao longo dos últimos 9 anos.

Hoje completa 13 dias, desde que o Governo do Estado, trancou as portas para o diálogo com os trabalhadores da rede estadual de ensino. Nesse período, a pressão da categoria, o apoio de grande parte da sociedade e da opinião pública, obrigou o governo a abandonar todas as justificativas que tinha criado para não pagar o Piso Nacional para os professores.

Como governo é patrão e não existe patrão bonzinho, ao ajustar os salários de acordo com a determinação da Justiça, ele aproveitou e voltou a dar uma nova rasteira na categoria, não reajustando os vencimentos de maneira proporcional a todos que integram a atual tabela do magistério estadual. Ao fazer isso, o governo provoca uma total desmotivação em milhares de professores que possuindo habilitação não tem sua carreira respeitada.

Por sua vez, a greve do magistério estadual, tendo como bandeira o cumprimento a lei do Piso Nacional, abre uma discussão e uma perspectiva para o conjunto dos trabalhadores da educação da rede municipal do Estado de SC. Se de um lado vivemos em um estado que se destaca nos índices de crescimento econômico, de outro, presenciamos o governador e a maioria dos prefeitos tentando driblar o cumprimento integral da lei do Piso Nacional do Magistério.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *