Servidores elegem Comando de Negociação da Campanha Salarial

Servidores elegem Comando de Negociação da Campanha Salarial

Aos poucos foram chegando servidores estaduais que atuam em diversos setores do executivo, representantes de Associações e Servidores vindos de caravanas de várias cidades do estado. Uma hora após o inicio da Assembleia Geral, convocada pelo SINTESPE, para lançamento da Campanha Salarial, já era possível contar com a presença de mais de 400 servidores. Vários setores do serviço público estavam representados, do DEINFRA, FATMA, IMETRO, DETER, IPREV, SAMU, até as Secretarias da Justiça e Cidadania, Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e Administração.

Ao iniciar a Assembleia, dezenas de manifestações de servidores e servidoras expressavam o sentimento da categoria pela falta de uma política salarial, a insatisfação pelo corte de vantagens, da falta de condições de trabalho, do processo de terceirização em todos os setores, das discriminações contra os aposentados, do favorecimento a pessoas de fora, que passam a ocupar cargos comissionados em detrimento dos servidores de carreira, enfim, os servidores deixaram registrado a indignação contra a política de congelamento que já perdura por 9 anos.

Mas durante a Assembleia não foram somente desabafos. Foi dedicado um bom tempo para as intervenções dos servidores que reforçaram todos os itens da pauta de reivindicações – que tem como itens unificadores: a fixação da data-base do reajuste anual, a reposição das perdas salarial de 30,88%, o aumento do auxílio alimentação e o retorno das promoções por tempo de serviço (confira a pauta completa).

É possível e necessário unir os servidores de todos os setores para lutar pelas reivindicações. Chega de apatia e promessas. Esta foi a conclusão e este é o desafio do Comando de Mobilização e Negociação, formado para encaminhar o cronograma de atividades e a Campanha Salarial dos Servidores Estaduais. Este Comando é aberto a participação de representantes por local de trabalho e de Associações. A primeira reunião está marcada para o próximo dia 27 de setembro, a partir das 14 horas, no auditório do SINTESPE.

Dentro do calendário de mobilização ficou definido uma concentração dos servidores estaduais da Grande Florianópolis, para o dia 5 de outubro, às 14 horas, em frente ao antigo Prédio das Diretorias (hoje, Infraestrutura e Deter), com ida à Assembléia Legislativa com o objetivo de buscar o apoio parlamentar para abertura da negociação entre os servidores e o Governo do Estado.

Nesse mesmo dia, em quatro regiões do estado, as representações do SINTESPE estarão encaminhando mobilizações junto aos setores do Sistema Prisional e nas Secretarias Regionais, para expressar a pauta de reivindicações. Ainda no dia 5 de outubro, o SINTESPE esta convocando a vinda dos servidores da Educação, lotados em escolas, Colégios Agrícolas, Cedup’s, CEJA e em outras unidades, para a concentração programada em Florianópolis.

Por último, por aclamação, ficou deliberado indicativo de um dia de paralisação, a ser definido pelo Comando de Mobilização e Negociação, caso não ocorra qualquer resposta do governo antes do dia 28 de outubro, Dia do Servidor Público. Ao mesmo tempo, o SINTESPE aguarda retorno do pedido de audiência com o Secretário da Administração, para apresentação da pauta de reivindicações, bem como, para externar a necessidade do estabelecimento de um canal de negociação com o governo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *