Servidores/as Aposentados/as sofrem cortes de Vale Alimentação

O Ministério Público de Santa Catarina está recomendando aos Poderes estaduais o corte do auxílio alimentação dos servidores aposentados do setor administrativo e do judiciário. Para pedir a revisão da recomendação, líderes sindicais do Sinjusc e Sindalesc, acompanhados de aproximadamente 100 servidores, estiveram, dia 31 de janeiro, no Ministério, entregando documento expondo tal reivindicação.

Apesar de a medida não atacar o direito dos servidores aposentados da base do Sintespe, que já não recebem esse auxílio, o presidente do Sintespe, Antônio Battisti, esteve presente na entrega do documento, em solidariedade aos servidores aposentados dessas categorias.A extensão do auxílio-alimentação aos aposentados é uma reivindicação do nosso Sindicato, complementa Maria Claudia, vice-presidenta do Sindicato.
Leia, abaixo, na matéria publicada no site da CUT-SC, mais detalhes da luta.

Servidores aposentados do setor administrativo estadual terão um corte de até 500 reais em seus benefícios, caso poderes aceitem recomendação do Ministério Público em cortar o Vale Alimentação dos aposentados.

Escrito por: Sílvia Medeiros

Sindicatos ligados com os/as servidores/as do setor administrativo do estado de Santa Catarina junto com mais 100 servidores/as aposentados/as, entregaram na tarde de quinta, dia 31 de janeiro, um documento ao Ministério Público, pedindo a revisão da recomendação do MP para que seja retirado o pagamento do Vale Alimentação para os/as aposentados/as do setor administrativo de Santa Catarina.

O Ministério Público entregou um documento para cada poder, recomendando o não pagamento do Vale Alimentação para os/as trabalhadores/as já aposentados/as, alegando ser ilegal. Porém, de acordo com os sindicatos que representam a categoria (Sindicatos dos Servidores do Poder Judiciário de Santa Catarina – Sinjusc, Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina — Sindalesc), muitas vezes o valor do Vale Alimentação foi reajustado em substituição de um aumento salarial, logo, os/as aposentados/as com a perda deste benefício terão um corte no seu recebimento mensal.

Ricardo Maes, dirigente do Sinjusc, explica que o que esta sendo pedido agora é que o valor retirado no Vale Alimentação, seja incorporado na folha de pagamento do/a servidor/a “Nós não podemos deixar que retirem destes/as trabalhadores/as um valor que eles recebem há anos. Muitos deles/as necessitam da compra de remédios e o Vale Alimentação, de alguma forma contribui na receita deles/as”, ressaltou Ricardo.

De acordo com dados dos sindicatos, serão mais de mil servidores/as que terão o seu benefício cortado, o corte envolve somente os/as aposentados/as do Tribunal da Justiça, do Tribunal de Contas, do Ministério Público e da Assembleia Legislativa. Um dos aposentados que será afetado é o senhor Remi Limas, que trabalhou durante 30 anos no Fórum de Criciúma, esta aposentado há 12 anos “Quando nos aposentamos o vale que recebemos é metade do que recebem servidores/as da ativa. E agora ainda querem cortar esta metade, eu vejo como uma falta de consideração com que serviu o estado durante anos”, desabafa Sr. Remi que hoje está com 68 anos e tem sérios problemas de saúde, ele utiliza o Vale Alimentação de 275 reais para auxiliar nas compras da casa.

Após a entrega do documento no Ministério Público, os manifestantes seguiram em caminhada até a Procuradoria para protocolar outro documento pedindo a revisão do corte do Vale Alimentação. Caso não obtenham sucesso com estes acordos, os sindicatos estarão organizando protestos a fim de sensibilizar os órgãos competentes para que valorizem os/as servidores/as aposentados/as.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *