Hora de acabar com 9 anos sem política salarial

Na última reunião da diretoria do Sintespe foi discutido os 9 anos sem uma política salarial para os servidores. Não fossem as gratificações é certo que parcelas significativa dos servidores estaduais estariam literalmente passando fome. Qual é o motivo que levou o último governo a ficar 8 anos sem conceder o reajuste anual?

Não foi a falta de aumento da arrecadação. O crescimento da receita foi acima da inflação apesar do governo passado ter praticado uma política de renúncia fiscal deixando de arrecadar alguns bilhões de tributos isso se soma a esta política a farra do Fundo Social que tragou somente da Saúde em quatro anos mais de R$ 100 milhões.

A política anual de reajuste foi substituída pela política da gratificação. É a política da “vaca magra”: três anos de congelamento e no final do governo surgem os projetos de gratificação do “deus nos acuda”. Não é errado que se busque a majoração, equiparação ou isonomia das gratificações.

O que não é correto é o abandono da luta pelo reajuste anual e a tentativa de difundir a idéia, inclusive com o incentivo de setores do governo que não querem sofrer pressão, que a luta pelo reajuste anual fica a cargo da vontade do governante ou é uma tarefa que cabe somente a direção do sindicato? Mesmo quando existe uma lei nacional que impõe o valor do piso de vencimento a determinada categoria, como é o caso do Piso Nacional do Magistério, os governos se utilizam de todos os expedientes para não cumprir.

O setor da saúde tem no Plano de Cargos a política de reajuste, também descumprida no governo passado. Parte dessas leis para serem cumpridas necessitam da mobilização e até mesmo da greve como foi o caso do Magistério. Mesmo assim, o Governo Colombo tratou de arrochar o Plano de Carreira do Magistério, por meio da compactação da tabela de vencimento, assim como o governo passado fez com a atual tabela de vencimento dos demais servidores.

Para o SINTESPE a ordem do dia é a luta pela implantação de uma política salarial anual.A Diretoria do sindicato, assim como a maioria da categoria, esta ciente que esta luta não será ganha sem mobilização. É para buscar a organização e resgatar a conscientização e disposição de luta que o sindicato vem realizando reuniões setoriais.

Alguém acredita que se pode acabar com 9 anos sem política salarial sem engajamento da categoria? Nas reuniões realizadas, se percebe que os servidores já começam a ter consciência que a falta de união é a receita disseminada pelo governo e seus seguidores para não precisar cumprir um direito constitucional da categoria: data base e reajuste anual.

A diretoria do SINTESPE conclama aos servidores a discutirem a necessidade da mobilização, da luta e da greve se necessário for, para decepar um mal que tem sido imposto com vencimento congelado e vergonhoso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *