Governador Colombo não atende os servidores Técnicos em Gestão Educacional

O Sintespe publicou na tarde desta terça-feira, 13/12, no Jornal Noticias do Dia, informe para chamar a atenção do governo do estado. No texto, duas servidoras Analistas Técnicos em Gestão Educacional, do município de Blumenau, relatam o encontro que tiveram com o governador Raimundo Colombo, onde na oportunidade entregaram um documento explicando qual é a situação da categoria que não recebe gratificação de produtividade.
Governador Raimundo Colombro 
Senhor governador Raimundo Colombo, no dia 3 de novembro, às 18h30, representando o conjunto de servidores Analistas Técnicos em Gestão Educacional, eu, Valéria Sebold e a servidora Tânia Regina Pavesi Gaitolini, na cidade Blumenau, entregamos a vossa Excelência, em mãos, um documento expondo a vergonhosa situação remuneratória dos colegas administrativos que atuam nos Colégios Agrícolas, Cedup’s, Escolas Estaduais e demais Unidades da Educação Estadual. Nosso pedido é simples: buscamos apenas a extensão gratificação de produtividade, hoje paga aos servidores lotados na sede da Secretaria da Educação.
Naquele momento o senhor mostrou-se surpreso [veja foto], e questionou o Secretário Adjunto da Educação, Eduardo Deschamps, exigindo informações sobre a regularização da situação. O Secretário afirmou, diante das demais autoridades, que a solução estava sendo resolvida e o projeto de lei já estaria na Secretaria de Estado da Administração. Lamentavelmente, o tempo passou e ficamos na mesma situação. Vossa Excelência nada disse até o presente momento. Tenha a certeza que estamos decepcionados e este será o pior final de ano de nossas vidas. Veja o contracheque com o vencimento congelado desde 2006. Temos ou não razão?
Vossa Excelência esqueceu sim, dos servidores administrativos que estão lotados nas unidades da educação fora da sede Central.
Servidores Administrativos da Educação que estiveram na luta por justiça, salário e respeito profissional
Ainda há tempo, Sr. Governador Raimundo Colombo, encaminhe para a ALESC o projeto de lei que trata da Gratificação dos servidores administrativos da Educação
Os contracheques [cópias fieis dos originais] pertencem a um servidor administrativo da Secretaria da Educação, ocupante do cargo de Analista Técnico em Gestão Educacional.
Esse servidor esta no início da carreira deste o ano de 2006. Neste período, não teve qualquer tipo de reajuste, nem abono, nem gratificação de produtividade. Das conversações e reuniões com a assessoria técnica da Educação, que vem desde junho de 2011, constatamos que há desprezo e falta de vontade política para o atendimento da justa reivindicação.
A repercussão financeira para atendimento do pleito não chega a 1% do montante anual do aumento dos gastos com pessoal que foram projetados pelo governo.
O SINTESPE vem a público externar que ainda há tempo para corrigir a maior injustiça cometida contra um segmento dos servidores.
Senhor Governador, a decisão é política e só depende da sua iniciativa. Faça justiça e remeta para a ALESC o projeto de lei que trata da extensão da gratificação aos Analistas Técnicos em Gestão Educacional.
Contra a discriminação;
Contra a injustiça salarial;
Continuamos na luta pela extensão da gratificação de produtividade aos servidores Analistas Técnicos em Gestão Educacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *