Capa da revista Time critica agressão de Trump à crianças

Capa da revista Time critica agressão de Trump à crianças

A revista Time, que já antes fez capas em tom crítico e irônico para com Donald Trump, volta agora a destacar-se com a capa que chega às bancas nesta semana.

A imagem da capa é uma montagem com uma criança separada dos pais, chorando, diante de um Trump, impávido. Ao lado a frase carregada de ironia: “Welcome to America” – “Bem-vindos à América.”

A revista chama atenção para o fato que marcou a semana e foi alvo de protestos e críticas, dos mais diversos quadrantes: a política dos Estados Unidos, que não poupou famílias de refugiados e migrantes em busca de asilo. Com o objetivo de limitar a imigração, os Estados Unidos assumiram pela voz do procurador Jeff Sessions uma política de “tolerância zero”. Como resultado, duas mil crianças estão encarceradas em centros de detenção, afastadas dos pais. Gravações reveladas pelos meios de comunicação mostraram como nestes espaços há menores detidos em celas chamando, aos prantos,  pelos pais, que por sua vez não estão autorizados a ver os filhos.

A política de separar famílias para desencorajar a imigração sem documentos foi criticada por diversas organizações. O Conselho de Direitos Humanos da ONU criticou a administração Trump, que entretanto se afastou deste órgão, numa decisão aplaudida por Israel. Saliente-se que nenhuma lei norte-americana obriga as autoridades a enviar pais e filhos para locais diferentes.

Entre os críticos à política estão quatro ex-primeiras-damas dos EUA, tanto republicanas como democratas. Organizações da área da saúde alertaram também para os potenciais danos permanentes que uma separação forçada dos pais poderá ter em crianças.

A capa foi revelado no Twitter ganhou grande visibilidade nas redes sociais. Num pequeno vídeo publicado naquela rede social,  a Time mostra como foi montada a ideia para a capa da revista. “Que tipo de país somos?”, pergunta a revista sobre esta política da administração Trump que, ao final da última quarta-feira (20), foi revogada após um intenso coro de críticas.

Fonte: Portal Vermelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *