96% desaprovam atuação de Temer na negociação com caminhoneiros

96% desaprovam atuação de Temer na negociação com caminhoneiros

O movimento motivado pelo rechaço à política de preços de Michel Temer e Pedro Parente para os combustíveis, com aumentos diários atrelando o valor ao preço internacional, tem o apoio de 87% dos brasileiros que consideram que a paralisação dos caminhoneiros deve continuar. É o que aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (30).

Quando questionados se consideram que a reivindicação dos caminhoneiros é justa, 92% dizem que sim. Mesmo entre os que são contra o movimento (10% dos entrevistados), 57% deles consideram o pleito justo.

Dos entrevistados, apenas 2% se dizem indiferentes e 1% não souberam opinar. O levantamento foi feito por telefone com 1.500 pessoas na terça (29). A margem de erro do levantamento é de três pontos para mais ou para menos.

Quando a pesquisa avalia a gestão de Michel Temer na condução das negociações, o posto de governo mais impopular da história se mantém intacto. Para 96%, Temer demorou para negociar, contra 3% que acham que ele o fez no momento certo.

Quando a pergunta é sobre se aprova a negociação, 77% não aprovaram o governo e apenas 6% dos ouvidos consideraram a condução positiva. Para 16%, ela foi regular, e 2% disseram não saber avaliar.

A pesquisa aponta ainda que 56% dos entrevistados acham que a paralisação deve seguir, contra 42% que são a favor de seu fim. De acordo com o Datafolha, “o apoio aos caminhoneiros é bastante homogêneo levando em conta as regiões do país, baixando um pouco entre os mais ricos e os mais velhos”.

 

Fonte: Portal Vermelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *